O tempo na prática da mediação escolar com alunos autistas: contribuições da psicanálise (Nathália Lopes Machado)

Título do Trabalho: O tempo na prática da mediação escolar com alunos autistas: contribuições da psicanálise
Autor(a): Nathália Lopes Machado
Orientador(a):
Mônica Maria Farid Rahme
Linha de Pesquisa: Psicologia, Psicanálise e Educação
Programa: Mestrado
Grau: Programa de Pós-Graduação em Educação
Palavras-chave: Mediação escolar, autismo, psicanálise, tempo lógico
Data da Publicação: 25/10/2021
Resumo (curto):
O presente trabalho é fruto de uma pesquisa de mestrado que se encontra em andamento cujo objetivo principal refere-se à investigação da mediação escolar com foco no processo de escolarização de alunos autistas. A mediação escolar pode ser entendida como uma ferramenta de auxílio às práticas inclusivas, sendo o mediador o profissional que realizará o acompanhamento nas atividades escolares, as quais se fizerem necessárias, de determinados alunos que dispõem desse recurso. Busca-se compreender especificamente nos casos de alunos autistas, uma vez que são sujeitos com certas especificidades, sobretudo no que tange ao estabelecimento do laço social. A investigação configura-se como uma pesquisa qualitativa que possui a teoria psicanalítica de orientação lacaniana o seu aporte teórico. Para a coleta de dados, têm sido realizadas entrevistas com os mediadores escolares, em modo online, a fim de colher relatos das experiências da prática no cotidiano escolar. A partir da escuta desses profissionais, pôde-se destacar a dimensão da temporalidade como um dos eixos essenciais para a atuação do mediador.

Resumo (expandido): clique aqui
Áreas: educação inclusiva; educação e psicanálise

Ir!
X