AS PUBLICAÇÕES SOBRE GÊNERO E EDUCAÇÃO AUMENTARAM?: uma revisão sistemática de literatura entre 2000 e 2018 (Ester Carolina Martins da Silva)

AS PUBLICAÇÕES SOBRE GÊNERO E EDUCAÇÃO AUMENTARAM?: uma revisão sistemática de literatura entre 2000 e 2018 (Ester Carolina Martins da Silva)

Resumo Curto:

Esta pesquisa teve como objetivo verificar as produções acadêmicas (artigos) sobre a correlação Gênero e Educação entre os anos de 2000 e 2018. No cenário brasileiro há uma extensa problematização sobre a temática de gênero dentro e fora do contexto educacional, por vezes impulsionado por tensões entre questões partidárias e conservadoras e estudiosos e teóricos da área. Neste sentido, entender como as produções acadêmicas neste âmbito tem se comportado pode permitir o diálogo entre diferentes posicionamentos e a construção de uma educação democrática e pelo fim da violência de gênero. Para tanto o percurso metodológico da pesquisa empreendeu, através de uma revisão sistemática, a busca das correlações entre os descritores gênero e educação, em português, nas bases de dados SciELO, PePSIC e Plataforma Capes, processo no qual foram identificadas 2161 publicações. Após os procedimentos de inclusão e exclusão, determinados por critérios específicos, realizado através dos aplicativos Zotero e Rayyan, chegou-se a uma amostra de análise que compreendeu 547 artigos no total. Os dados foram tratados através da leitura dos resumos dos textos com indicação de etiquetas para identificar temas e perfis selecionados, para complementar, a análise envolveu a estatística descritiva. Os resultados apontam um aumento progressivo das publicações no período estudado e a persistência de publicações em periódicos especializados na temática de gênero ou de educação. Um dos principais achados da pesquisa foi a identificação de que apenas 74 artigos estavam correlacionados a minorias sociais.

 

Resumo Expandido:

Esta pesquisa teve como objetivo verificar as produções acadêmicas (artigos) sobre a correlação Gênero e Educação entre os anos de 2000 e 2018. No cenário brasileiro há uma extensa problematização sobre a temática de gênero dentro e fora do contexto educacional, por vezes impulsionada por tensões entre questões partidárias e conservadoras e estudiosos e teóricos da área. Neste sentido, entender como as produções acadêmicas neste âmbito tem se comportado pode permitir o diálogo entre diferentes posicionamentos e a construção de uma educação democrática e pelo fim da violência de gênero. Para tanto o percurso metodológico da pesquisa empreendeu, através de uma revisão sistemática, a busca das correlações entre os descritores gênero e educação, em português, nas bases de dados SciELO, PePSIC e Plataforma Capes, processo no qual foram identificadas 2161 publicações. Após os procedimentos de inclusão e exclusão, determinados por critérios específicos, realizado através dos aplicativos Zotero e Rayyan, chegou-se a uma amostra de análise que compreendeu 547 artigos no total. Os dados foram tratados através da leitura dos resumos dos textos com indicação de etiquetas para identificar temas e perfis selecionados, para complementar, a análise envolveu a estatística descritiva. Os resultados apontam um aumento progressivo das publicações no período estudado e a persistência de publicações em periódicos especializados na temática de gênero ou de educação. Um dos principais achados da pesquisa foi a identificação de que apenas 74 artigos estavam correlacionados a minorias sociais, o que indica uma sub-representação desses grupos nas investigações e demonstra a necessidade de incorporá-los em futuras pesquisas.

 

Referências Bibliográficas:

DECLARAÇÃO DE JONTIEM. Aprovada pela Conferência Mundial sobre Educação para Todos Jomtien, Tailândia – 5 a 9 de março de 1990. Satisfação das Necessidades Básicas de Aprendizagem. 1990.

FREITAS, M. E. de; DANTAS, M.. Apresentação. In.: FREITAS, M. E. de; DANTAS, M. (Orgs.). Diversidade sexual e trabalho. São Paulo: Cegage Learning, 2012.

ROSEMBERG, Fúlvia. Caminhos cruzados: educação e gênero na produção acadêmica. Educ. Pesq., São Paulo , v. 27, n. 1, p. 47-68, June 2001.​

SIDDAWAY, Andy P. WOOD, Alex M. HEDGES, Larry V. How to Do a Systematic Review: A Best Practice Guide for Conducting and Reporting Narrative Reviews, Meta-Analyses, and Meta-Syntheses. Annual Review of Psychology. 2019. 70:747–70. ​

VIANNA, Claudia Pereira et al . Gênero, sexualidade e educação formal no Brasil: uma análise preliminar da produção acadêmica entre 1990 e 2006. Educ. Soc., Campinas , v. 32, n. 115, p. 525-545, June 2011.

Projeto RelacionadoPopulação LGBTQIA+ e Educação: Revisão sistemática de literatura sobre publicações entre 2000 e 2019
Orientador(a)Luiz Paulo Ribeiro
Palavras-ChaveGênero, educação, revisão sistemática, meta-síntese.
Coautore(a)sMARIANA ESTEVES DA COSTA
Tags
Ir!
X