Histórico

O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA foi implementado, em nível nacional, através do edital MEC/CAPES/FNDE, em novembro de 2007, com vistas a fomentar a iniciação à docência de estudantes das instituições federais de educação superior e preparar a formação de docentes em nível superior, em cursos de licenciatura presencial plena, para atuar na educação básica pública.

O PIBID/FaE/UFMG foi pioneiro nesse edital. Com atuação inicial nas áreas de Matemática, Química, Física e Biologia, o programa foi expandido e atualmente responde por 21 subprojetos, sendo incluídas as áreas de Pedagogia (EJA e Séries Iniciais), Pedagogia (Coordenação Pedagógica), Pedagogia (Educação Infantil), Artes Integradas, Teatro, Sociologia, História, Geografia, Licenciatura do Campo, Educação Indígena, Educação Física, Música, Dança, Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Língua Espanhola e Artes Visuais, a partir dos editais de 2010 e 2012.

A implantação e expansão deste programa na Faculdade de Educação da UFMG consolidarão as diversas ações que traduzem o compromisso e a importância atribuídos pela universidade às disciplinas de iniciação profissional e formação pedagógica que constituem os cursos de licenciatura e Pedagogia na UFMG e faculdade de Educação, locus privilegiado da formação docente.

Pretende-se com o projeto estabelecer uma relação de trabalho colaborativo e diferenciado da UFMG com escolas públicas da Rede Estadual, Municipal e Federal de Ensino. O programa pretende continuar envolvendo outros professores da Universidade (além dos coordenadores) e ter um impacto que ultrapasse as escolas.

A intensificação do diálogo entre universidade e escola pública no processo de formação inicial de professores permite a sistematização coletiva de diferentes estratégias de aquisição/produção do conhecimento e de produção de materiais didáticos em forma impressa e eletrônica, visando, em última instância, o desenvolvimento da consciência crítica de professores que aprendem com a sua experiência. Notamos esse diálogo como uma estratégia fundamental para a melhoria da qualidade de ensino na Educação Básica e na Universidade.

Para isso, o programa manterá sua página virtual no site da FaE-UFMG para que as experiências de integração universidade-escola, os materiais didáticos produzidos e as reflexões sobre formação de professores possam ser disponibilizados virtualmente. Além disso, o contato direto entre professores da universidade e das escolas tem permitido trocas e diálogos profícuos à pesquisa e à formação em serviço dos professores.

Nosso trabalho tem sido permeado por conflitos proveitosos na medida em que questiona, discute e viabiliza interações entre metodologias de ensino das áreas envolvidas, produzindo conhecimento nas escolas e na universidade.

Apesar de cientes de que temos muito por construir, pudemos notar o sucesso e aceitação das atividades planejadas ao longo desses anos, atividades essas avaliadas positivamente pelas escolas parceiras e pela universidade e premiadas na categoria licenciaturas nas três últimas edições da UFMG Jovem que é realizada juntamente à Feira de Ciências do Estado de Minas Gerais em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e à Semana do Conhecimento da UFMG.