Cursos

Pedagogia

O Curso

OBJETIVO GERAL:

Formar profissionais da educação capazes de entender e contribuir, efetivamente, para a melhoria das condições em que se desenvolve a ação pedagógica, comprometidos com um projeto de transformação social.

CERTIFICAÇÃO DO EGRESSO:

Em conformidade com o art. 64 da Lei 9394/96, com os Pareceres CNE/CP nº 5/2005 e 3/2006 e a Resolução do Conselho Nacional de Educação nº 01 de 15 de maio de 2006, os egressos do curso de Pedagogia podem exercer:

  • A docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental;
  • A docência nos cursos de Ensino Médio, na modalidade normal;
  • A docência em cursos de educação profissional na área de serviços e apoio escolar, bem como em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos;
  • A atuação na administração, planejamento, inspeção, supervisão e orientação educacional para a educação básica;
  • A atuação na área da investigação dos fenômenos educativos.

POSSÍVEIS ÁREAS DE ATUAÇÃO:

  • Professor(a) e Coordenador(a) Pedagógico da Educação Infantil, dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, da Educação de Jovens e Adultos;
  • Professor das disciplinas pedagógicas dos cursos de formação docente em nível médio na modalidade normal;
  • Gestor e Coordenador de Sistemas de Ensino;
  • Educador Social Junto a ONG’s, Movimentos Sociais, Instituições Filantrópicas;
  • Profissional da área de recursos humanos em empresas;
  • Coordenador pedagógico em instituições ou órgãos das áreas de saúde, assistência social, dentre outras;
  • Pesquisador em Educação.

FUNCIONAMENTO:

São oferecidas 66 vagas por turno para seleção por meio de vestibular, totalizando 132 vagas anuais.

  • Diurno: das 07:30h às 11:10 h, com duração de nove semestres, cuja entrada ocorre no segundo semestre letivo;
  • Noturno: das 19h às 22:30h, com duração de nove semestres, cuja entrada ocorre no primeiro semestre letivo

FIQUE DE OLHO:

  • Os alunos do noturno deverão realizar a atividade de estágio em docência na Educação Infantil referente ao campo de estágio no período diurno.
  • Parte da carga horária de estágio, a carga horária da formação livre e as atividades teórico-práticas são cumpridas no contra-turno, o que significa que o aluno que não possuir disponibilidade para realizá-las em outro horário que não aquele no qual está matriculado não conseguirá integralizar o curso em nove semestres.

Acesse o site do curso: aqui

LeCampo

 

O curso de Licenciatura em Educação do Campo  é voltado para a formação de professores para atuarem nas escolas rurais. Ele visa atender pessoas pertencentes a diferentes segmentos sociais do campo: filhos e filhas de agricultores, professores e técnicos que atuam na área rural, quilombolas, populações atingidas por barragens, educadores da Associação Mineira da Escola Família-Agrícola e assalariados rurais, dentre outros. Esse público historicamente vem sendo excluído da educação básica e superior, principalmente por falta de professores.

O curso pretende contribuir para a mudança deste cenário. Uma das principais características da Licenciatura no Campo é o uso da pedagogia da alternância pela qual o aluno realiza parte das atividades na UFMG e parte na própria comunidade onde irá lecionar. Desta forma, o aluno passará aproximadamente 30 dias assistindo aulas na UFMG e no restante do período letivo desenvolverá atividades de estudo e pesquisa em seus locais de moradia e/ou trabalho.

O curso oferece quatro habilitações: Ciências da Vida e da Natureza, Línguas, Artes e Literatura, Matemática e Ciências Sociais e Humanidades.

Acesse o site do Lecampo: aqui

CURSO DE EDUCAÇÃO BÁSICA INDÍGENA: FORMAÇÃO INTERCULTURAL DE PROFESSOR - FIEI

 

" O êxito obtido em um curso especial de formação de professores indígenas (FIEI-PROLIND) deu à UFMG a oportunidade de seguir e consolidar o projeto de Licenciatura Intercultural Indígena, voltada para a formação de professores que atuarão nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio das aldeias dos povos indígenas.

O curso tem como referência a interculturalidade e o multilinguismo, considerando as várias opções do uso da língua pelas comunidades indígenas, a especificidade de cada povo indígena, e a relação entre conhecimento tradicional indígena e conhecimento acadêmico. O Curso de Formação Intercultural de Educadores Indígenas ocorre em etapas intensivas, na UFMG, e etapas intermediárias em área indígena, e se organiza em quatro áreas de conhecimento: Ciências da Vida e da Natureza; Matemática; Ciências Sociais e Humanidades; Línguas, Arte e Literatura."

 

 

Saiba mais:

Curso de Pós-Graduação em nível de Especialização em Docência na Educação Infantil - DOCEI

OBJETIVO GERAL:

Formar em nível de especialização professores, coordenadores, diretores de creches e pré-escolas da rede pública e equipes de educação infantil das redes públicas de ensino pautado nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, instituídas pela Resolução CNE/CEB nº 5, de dezembro de 2009.

Saiba mais: