Observatório Sociológico

 Família-Escola

Faculdade de Educação - UFMG

Livros

Família, escola e juventude - olhares cruzados Brasil-Portugal

 

DAYRELL, Juarez; RESENDE, José Manuel; NOGUEIRA, Maria Alice; VIEIRA, Maria Manuel. (Org.). Família, Escola e Juventude: olhares cruzados Brasil-Portugal. 1 ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

Os autores analisam a realidade contemporânea relativa ao papel da escola e da família na imposição da ordem cultural legítima, às novas configurações da relação família-escola, bem como às tendências recentes da pesquisa sobre os efeitos do estabelecimento de ensino na redução/manutenção das desigualdades sociais de escolarização. No que tange à juventude, os textos apresentam os debates sobre as relações entre juventude, cultura e ações coletivas, bem como sobre a diversidade juvenil, com ênfase na raça/etnia, gênero e sexualidade, finalizando com reflexões em torno das múltiplas ligações entre os jovens e o cotidiano escolar.

Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares.

NOGUEIRA, Maria Alice, ROMANELLI, Geraldo, ZAGO, Nadir (Orgs.).  Petrópolis: Vozes, 2000

A obra reúne artigos de pesquisadores na área de educação, fundamentados em uma abordagem sociológica, que buscam contribuir para a compreensão de trajetórias escolares, considerando a realidade material e simbólica de famílias de camadas médias e populares. Considera-se que essas condições sociais das famílias mantêm relações de interdependência com as formas de relação que elas estabelecem com a escola. Esse tem sido um dos eixos mais fecundos de reflexão no âmbito do GT Sociologia da Educação, da ANPED, alimentando um intercâmbio e uma complementaridade de abordagens que estão na base dessa publicação. 

 

Longevidade escolar em famílias de camadas populares: algumas condições de possibilidade.

VIANA, Maria José Braga. Goiânia: Editora Universidade Católica de Goiás – UCG, 2007.

Pesquisa o sucesso escolar (até o ensino superior), estatísticamente improvável, de jovens oriundos de famílias de camadas populares. Três esferas diferenciadas, mas estritamente relacionadas, configuram o objeto de pesquisa: a família, o filho, a escola . Os dados empíricos, extraídos de entrevistas com sete estudantes universitários e respectivas famílias, foram analisadas com base na noção de configuração social, para detectar interdependência de fatores. Resultou da identificação de sete configurações singulares de longevidade escolar, baseadas na interdependência de fatores de cada caso.

 

Bourdieu & a Educação

NOGUEIRA, Maria Alice, NOGUEIRA, Claudio Marques M., . Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

Voltada principalmente para educadores, pesquisadores, estudantes dos cursos de pedagogia e licenciaturas e demais interessados em Educação, a Coleção Pensadores & Educação apresenta seu quinto título. Esta obra analisa o pensamento de Pierre Bourdieu, autor que teve o mérito de formular, a partir dos anos 60, uma resposta original, abrangente e bem fundamentada, teórica e empiricamente, para o problema das desigualdades escolares. Essa resposta tornou-se um marco na história, não apenas da Sociologia da Educação, mas do pensamento e da prática educacional em todo o mundo.

 

A escolarização das elites: um panorama internacional da pesquisa

ALMEIDA, Ana Maria F., NOGUEIRA, Maria Alice. . Petrópolis: Vozes, 2002

O livro oferece um amplo panorama sobre as formas de socialização e os processos escolares a que são submetidos os jovens oriundos dos grupos sociais privilegiados em vários países. Reúne artigos que esclarecem o funcionamento dos sistemas de ensino nas sociedades contemporâneas, particularmente no que diz respeito à sua contribuição para a construção das desigualdades sociais e educativas.

 

Escritos de educação

BOURDIEU, Pierre. Org. Maria Alice Nogueira e Afrânio Catani. Petrópolis: Vozes, 1998.

O livro organizado por Maria Alice Nogueira e por Afrânio Catani tem por objetivo reunir importantes escritos do sociólogo francês Pierre Bourdieu sobre educação e ensino. A pretensão foi de reunir alguns estudos fundamentais a respeito de seu referencial teórico, os quais trazem significativas contribuições para a Sociologia da Educação, fazendo com que a reflexão desse sociólogo seja mais acessível aos estudiosos e interessados em educação.

 

Voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Campus Pampulha - Av. Antônio Carlos, 6627 - 31270 901 - Belo Horizonte - MG - Brasil - Faculdade de Educação - Sl. 1562